O que aprendi com as mulheres de Grey's Anatomy

Imagem relacionada
Terça-feira assisti uma palestra maravilhosa sobre a história do feminismo, leis que protegem a mulher e a realidade da mulher negra no Brasil. Foram três falas que me tocaram muito — em especial a última —, e desde então tenho pensado na importância de discutir o assunto por aqui. Também faz um tempo que ando pensando em como falar sobre Grey's Anatomy sem fazer uma resenha, visto que já existem milhares delas pela internet. Foi aí que tive um insight e veio a ideia: se Grey's tem várias mulheres maravilhosas e bem-sucedidas, por que não tacar tudo na mesma postagem? Sendo assim, hoje vim compartilhar com vocês algumas coisas que aprendi com as rainhas do Grey Sloan Memorial Hospital e levei para a vida.


1. Não é porque você tem um útero que precisa ter filhos

Resultado de imagem para cristina yang feminism gif Cristina Yang nos mostrou que nem todo útero em potencial necessariamente tem que abrigar um feto, e nem toda mulher nasceu para ser mãe. Apaixonada pelo trabalho, ela se relacionou com dois homens que queriam ser pais, chegando ao ponto de demonstrar incompreensão por sua falta de vontade em construir uma "família" (afinal, desde quando é obrigatório ter filhos para isso?). Mas nossa heroína, que não tinha intenção alguma de deixar a carreira em segundo plano e ser responsável por outras vidas além da sua, manteve-se fiel aos próprios sonhos e hoje em dia é bem sucedida, solteira e muito feliz, obrigada.

2. Mas tê-los não te torna menos capaz

Olhem para nossa sobrevivente Meredith Grey, que começou a série toda desapegada e acabou descobrindo que nasceu para ser mãe da Zola, do Bailey e da Ellis. Muitos tentaram diminuir nossa rainha no ambiente de trabalho devido a sua maternidade, mas ela mostrou ao que veio e, além de cuidar muito bem dos filhos, ganhou o fucking Harper Avery por seu trabalho exemplar como cirurgiã!

3. Não se deixe ser sexualidade e/ou desrespeitada

Resultado de imagem para izzie stevens feminism gifIzzie Stevens pagou a faculdade trabalhando como modelo, e seus colegas acharam que isso lhes dava o direito de expôr suas fotos seminua por todo o hospital, como forma de ridicularizá-la e menosprezar sua capacidade profissional. Por sorte, nossa Izzie soube mostrar direitinho que não tinha vergonha alguma do seu passado e, de quebra, ainda ensinou algumas noções de empoderamento pra mulherada que curte a série.

4. Não é vergonha exigir seus direitos

Nossos direitos deveriam nos ser concedidos naturalmente, mas não é assim que a coisa funciona, e sabemos bem disso. Em um episódio da série, Bailey faz com que Meredith sinta-se obrigada a exigir um reajuste de salário ao notar que seu pagamento é menor que o dos outros chefes de cirurgia. E, quando ela faz isso, ainda diz: "é assim que as feministas agem". Como sempre, Miranda Bailey está certíssimas: nós temos voz e precisamos fazer com que ela seja ouvida.

5. Não precisa ser badass o tempo todo

Imagem relacionada Muitas vezes somos levadas a pensar que só as mulheres cheias de atitude e visivelmente empoderadas são feministas e lutam por um mundo mais igual, mas aí vai um segredo: você pode ter uma personalidade gentil e carismática e, ainda assim, saber dizer não e ser um mulherão. Vejam a Arizona, uma pediatra sorridente, que anda de patins pelo hospital e admite sentir-se oprimida diante de uma autoridade maior. No entanto, isso não a impede de ser uma médica super bem-sucedida, mamãe ursa barra pesada, que já enfrentou muito preconceito por ser lésbica e, de quebra, passou por um acidente terrível e conseguiu se reerguer. Se isso não é força, meus amigos, acho que não sei mais a definição da palavra.

6. Nós também podemos liderar

Por fim, vamos encerrar essa listinha com um spoiler do bem: vocês sabiam que, atualmente, a maioria dos postos de liderança do hospital de Grey's Anatomy são ocupados por mulheres? Até mesmo a chefia, pertencente a nossa querida Dra. Bailey, primeira mulher — negra — a assumir o posto. Quer inspiração maior que essa?


Imagem relacionada

Temos muitos outros exemplos maravilhosos de feminismo na série, como Jo Wilson, Stephanie Edwards (também conhecida como minha heroína), Maggie Pierce, April Kepner e etc. Se vocês curtirem essa postagem, quem sabe em breve não role uma segunda parte falando sobre elas? Confesso que pra mim não é sacrilégio algum escrever sobre um movimento no qual acredito tanto e, de quebra, disseminar minha seriezinha pela web.

19 comentários:

  1. Super concordo com você! Eu sou viciada nessa série e as mulheres sempre arrasam e nos ensinam algo ♥ Adorei!
    Beijos
    No mundo da Lari ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! A cada episódio aprendo mais e mais com essas deusas. E fico super feliz que tenha gostado, volte sempre <3

      Excluir
  2. Oi Ester!

    Não gosto dessa série (muito drama pro meu gosto, ugh), mas concordo - são lições maravilhosas! Mesmo sem assistir, foi muito bom ler esses exemplos diferentes de feminino, de ser mulher, e isso é uma coisa que acho que era do feminismo e tem perdido um pouco o foco ultimamente. Que todas as mulheres tenham direito de escolher - ser ou não ser mãe, trabalhar em profissões de mais status ou menos, serem ou não vaidosas, serem mais fortes e 'masculinas' ou mais sutis e 'frágeis', mas que todas tenham o direito de serem mulheres e de ter suas escolhas e direitos assegurados! Que a gente se ame e respeite mais <3 Ótimos exemplos, que lições lindas!

    Beijo :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Shana! ~

      Eu entendo completamente, mesmo o drama sendo exatamente o que me faz amar a série dksdksj E seu comentário me deixou muito feliz, porque era exatamente isso que eu queria passar com a postagem o/

      Excluir
  3. Olá Ester!

    Nunca assisti Grey's Anatomy, acho que pela mesma razão que ainda não comecei a assistir com afinco Doctor Who: muitas temporadas, um fandom grande e apaixonado. Essas coisas me assustam já que geralmente os novatos sofrem alguns preconceitos (você já passou por isso?).
    Mas algo que sempre vejo as pessoas comentando é sobre a força feminina que existe na série, isso sempre me deixa com aquele interesse de ir assistir. Essa postagem foi maravilhosa, eu não imaginava que a representatividade era enorme dessa maneira! Se eu começar a assistir, juro que te procuro pra surtar contigo!!!

    Até mais ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Yuu! Que bom te ver por aqui de novo <3

      Olha, eu só comecei a participar ativamente do fandom há algumas semanas, que foi quando finalmente fiquei atualizada nos episódios. Pra ser sincera todo mundo foi bem acolhedor comigo, coisa que nunca tinha me acontecido em fandom algum, mas eu já tinha alguns amigos que são grandes fãs da série, então talvez tenha algo a ver dksjdksj E sim, tem MUITA representatividade, tanto referentes ao feminismo quando a orientação sexual, questões raciais e etc. Pode me procurar quando começar, e não fique assustada com o fandom, te garanto que com o tempo se torna bem legal fazer parte dessa galera apaixonada pela obra <3

      Excluir
  4. Ainda não assisti essa série e minha amiga está louca pra que eu assista logo. Me parece ser uma série muito boa, principalmente pelos ensinamentos que você diz que aprendeu com ela. Preciso vê-la, só não sei quando poderei :/

    www.memorizeis.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você consiga um tempinho pra assistir. Garanto que vale a pena ^^

      Excluir
  5. Só vi até a terceira temporada e não curti tanto, ai desisti.

    ResponderExcluir
  6. Heey tudo bem? Primeira vez aqui e amei ser recebida com este post maravilhoso. Não assisto greys, alguns amigos me recomendaram mas como estou sem tempo acabo não conseguindo assistir. Tenho muita vontade de ver essa série, parece ser muito boa. Principalmente também porque tem esses mulherões que nos ensinam tanto <3 Super curti kkkk
    Beijos ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heyhey! Tudo bem sim, obrigada por perguntar ^^

      SDKSJDKJD eu entendo perfeitamente, ainda mais com 14 temporadas quase completas pra assistir, né? É complicado, mas fico feliz que você tenha curtido saber mais sobre as mulheres da série e espero que, se assistir, goste da história como um todo. <3

      Excluir
  7. AAAAAAA Grey's <3
    Acho interessante também como no inicio da série, nunca houve aquela briga feminina entre a Sheperd e a Grey, já que o único responsável pela bagunça ali era o Derek e elas nunca se trataram como inimigas. Série maravilhosa demais <3
    E ah, Yang >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
    Beijos!

    Limonada (antigo Novembro Inconstante)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM! Eu também adoro essa parte e o fato de que a situação não é colocada como um triângulo onde as duas "se matam" pra ver quem fica com o Derek
      Yang era a rainha daquele hospital, né. Minha inspiração de vida <33

      Excluir
  8. eu nunca vi essa série mas aaaaaaaa que post sensacional!!!!! lindíssima falou tudo
    to dando uma xeretada no seu blog, aaaa que lindo

    beijos,
    a-mares-ia.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAA OBRIGADA
      Xereta à vontade mana, sinta-se em casa <3

      Excluir
  9. Mulheeeeer, que lições MARAVILHOSAS! Eu, que nunca tive a mínima vontade de assistir Grey's Anatomy mesmo depois de ler inúmeras resenhas, senti muita vontade de assistir com esse seu post, então creio que tu tenha atingido o teu objetivo haha. Não tem coisa melhor do que ver que as séries que a gente ama também cumprem o papel de disseminar um movimento tão lindo quanto o feminismo <3
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HEY, GABS!
      Me senti realizada agora, não vou mentir DKJSDKSJ Fazia um tempo que queria falar sobre a série aqui, mas não estava a fim de resenhar algo que já foi resenhado 39283 vezes antes. Fico muito feliz mesmo que você tenha ficado instigada a assistir, principalmente, que tenha gostado da listinha. E é maravilhoso mesmo, me sinto toda orgulhosa em fazer parte de um fandom tão ativista, hehe

      Excluir
  10. socorro que me deu vontade de largar tudo e assistir essa série agora ♥

    ResponderExcluir

Modelo por Grabarz do WioskaSzablonów © { X X X X }